Doação

Atividades - COELHOS

ARTES VISUAIS

  • EDUCADORA: Ana Patrícia Santos
  • PÚBLICO ALVO: 100 educandos
  • Grupo (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11)
  • Grupo (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (adolescentes de 12 a 15)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

O componente formativo Artes Visuais, tem o objetivo de proporcionar aos educandos o desenvolvimento das competências através de vivências de fazer e apreciação artísticas baseadas na proposta triangular de Ana Mae Barbosa e que estimulem o processo criativo, a sensibilidade, a percepção e reflexões críticas e estéticas. As atividades são práticas e teóricas, com a abordagem dos conteúdos da linguagem visual, da história e teoria da arte, através de atividades que contemplem várias técnicas das Artes Visuais.

ARTES VISUAIS 3

  • EDUCADORAS: Viviane Neves, Vanessa Maria da Silva e MicaellaFlávia Alcântara.
  • PÚBLICO ALVO: 100 educandos
  • Grupos (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (jovens de 15 a 18 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

O Componente tem como objetivo principal desenvolver o protagonismo nos jovens, através de vivências relacionadas na área das artes visuais, além do conjunto de saberes estruturado no conhecimento, nas habilidades e atitudes exigidas na execução de cada atividade. As atividades são práticas e teóricas, com a abordagem dos conteúdos da linguagem visual, da história e teoria da arte, através de atividades que contemplem várias técnicas das Artes Visuais.

CANTO CORAL

  • EDUCADORES: Otávio Góes e Arthur Tenório PÚBLICO ALVO: 50 educandos
  • Grupos (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (crianças e adolescentes de 10 a 16 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

O Componente Formativo Canto Coral tem como meta principal, reconhecer o canto coral popular e erudito como produto cultural e histórico. Seus principais conteúdos teóricos e práticos- a memória musical, a escuta, a apreciação e o reconhecimento de elementos da linguagem musical (instrumentação, canto, teoria musical, história da música, andamento, textura e dinâmica) – são vivenciados através de um repertório de canções e obras musicais de diversos gêneros e estilos, de diferentes épocas e culturas, da produção musical brasileira e de outros países.

JUDÔ

  • EDUCADOR: Marcílio Félix
  • PÚBLICO ALVO: 100 educandos
  • Grupos (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11 anos)
  • Grupos (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (adolescentes de 12 a 16 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

A criação do Judô é atribuída ao nipônico Jigoro Kano, nascido em 28 de outubro de 1860, é um esporte centenário e com origens milenares. O Judô era uma arte marcial e tornou-se esporte olímpico como modalidade oficial em 1972, é considerada de grande importância para o cenário desportivo brasileiro e tem reconhecimento notório, devido sua trajetória de conquistas no âmbito internacional. A despeito de seu reconhecimento na área desportiva, o Judô também é um grande aliado aos programas de ações sociais que objetivam a inserção social por meio de práticas desportivas. Este sucesso é devido, principalmente, pela sua filosofia e metodologia de ensino que tem como principais diretrizes a DISCIPLINA, a OBEDIÊNCIA e a HUMILDADE.

O esporte juntamente com a educação desempenha um papel aglutinador, e estimulam o desenvolvimento livre, integral, solidário e coletivo das pessoas, além de afirmar os seus valores no mundo e promover o desenvolvimento humano e a qualidade de vida. Atividades esportivas além de trazer benefícios para o corpo e para a mente, ainda despertam a cooperação, a criatividade, a disciplina, o espírito de equipe, que são elementos essenciais para o processo de desenvolvimento humano.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CRIAR E BRINCAR

  • EDUCADORA: Ana Patrícia Santos PÚBLICO ALVO: 50 educandos
  • Grupo (manhã e tarde) – 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

O componente formativo tem como foco a descoberta do prazer das brincadeiras e jogos da tradição popular, bem como o estímulo a invenção e construção de novos brinquedos e jogos alternativos de diversos materiais, principalmente os recicláveis em busca da sustentabilidade.

PROGRAMA DE LETRAMENTO

  • EDUCADORES: George Herculano e Marcos Antônio Quintino
  • PÚBLICO ALVO: 350 educandos
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11)
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (adolescentes de 12 a 15)
  • Grupos (manhã e tarde) 25 educandos por turma (jovens a partir de 16 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

Tomando como referencial teórico a professora e pesquisadora Magda Soares, o letramento designa práticas de leitura e escrita cuja entrada da pessoa no mundo letrado se dá pela aprendizagem de toda a complexa tecnologia envolvida no aprendizado do ato de ler e escrever. Além disso, o educando precisa saber fazer uso e envolver-se nas atividades de leitura e escrita, ou seja, para entrar nesse universo do letramento, ele precisa apropriar-se do hábito de buscar um jornal para ler, de frequentar revistarias, livrarias, e bibliotecas com esse convívio efetivo com a leitura, apropriar-se do sistema de escrita. Afinal, a professora defende que, para a adaptação adequada ao ato de ler e escrever, “é preciso compreender, inserir-se, avaliar, apreciar a escrita e a leitura”. O letramento compreende tanto a apropriação das técnicas para a alfabetização quanto esse aspecto de convívio e hábito de utilização da leitura e da escrita.

Com esse pensamento, o Componente formativo de Letramento tem como objetivo promover experiências no universo da leitura e da escrita, através de meios didáticos que contribuam efetivamente para desenvolver as competências cognitivas do individuo para ler o mundo contemporâneo.

SER E CONVIVER

  • RESPONSÁVEL: EQUIPE PSICOSSOCIAL
  • PÚBLICO ALVO: 350 educandos
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11)
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (adolescentes de 12 a 15)
  • Grupos (manhã e tarde) 25 educandos por turma (jovens a partir de 16 anos)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

O componente formativo Ser e Conviver tem como objetivo principal o desenvolvimento do senso crítico, autonomia e da conscientização do papel de sujeito enquanto cidadão e transformador da sua realidade através de atividades que possibilitam a expressão da subjetividade e o fortalecimento das relações interpessoais.

EVANGELIZAÇÃO

  • EDUCADORAS: Lindinalva de Lourdes Santos
  • PÚBLICO ALVO: 250 educandos
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (crianças de 07 a 11);
  • Grupos (manhã e tarde): 25 educandos por turma (adolescentes de 12 a 15)
DESCRIÇÃO DO COMPONENTE

Com o grande ditame de Jesus cristo: “Deixai vir a mim as crianças e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parece com elas. ”( Mc 10, 14-16). Deve sempre ser a fonte da qual deverá está fundamentado todas as nossas ações, e é nessa máxima que todos os seguimentos do Movimento Pró-criança devem comungar para permear seus projetos e metas. A partir daí o Ensino religioso traz uma abordagem antropológica, sociológica, e filosófica com o objetivo de apoiar o educando a se posicionar e a se a se relacionar da melhor forma possível com as nossas realidades que o cerca. O ensino religioso vem ao encontro das demandas pelo fortalecimento dos valores éticos e morais, da prática da cidadania e do respeito às diferenças, no convívio familiar e comunitário. A proposta traz o respeito à pluralidade cultural e religiosa dos educandos, oportunidades voltadas à prática das relações interpessoais e da busca pelo sentido da vida, desenvolvendo nos educandos a capacidade de ser e conviver de forma mais humana, confiante e solidária.

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

ENCONTRO PEDAGOGICO COM OS EDUCADORES

  • MEDIAÇÃO: Coordenação pedagógica, psicossocial, gestão e convidados
  • PÚBLICO ALVO: Equipe do MPC Coelhos e convidados

Os encontros de formação buscam alinhar conceitos e valores, além de levar aos educadores referenciais teóricos e metodológicos que contribuam para o desenvolvimento de suas práticas pedagógicas. As atividades proporcionam condições para que a equipe forme conceitos a acerca dos eixos estruturadores da proposta pedagógica da instituição: a EDH, a multiculturalidade, a interdisciplinaridade e a pedagogia de projetos.

A proposta para 2015 visa a participação de todos os integrantes da equipe e convidados, assumindo a organização e mediação dos encontros, de forma participativa e colaborativa. Atuarão na promoção de palestras, workshops (inclusive com convidados), atividades externas (visitas a museus, exposições e eventos culturais, instituições afins). Os encontros também são voltados para construção dos planos de aula, planejamento das ações coletivas (projetos interdisciplinares, culminâncias), avaliação da prática e estudos de caso.

AÇÕES DE APOIO

Visam aproximar a instituição da realidade dos educandos e suas famílias, das comunidades que beneficia, das escolas, das instituições e de outros atores comunitários, proporcionando a troca de saberes e experiências, a união de esforços para a elaboração de estratégias que contribuam para a melhoria da qualidade de vida das comunidades do entorno. São elas:

  • ACOMPANHAMENTO ESCOLAR/ARTICULAÇÃO COM A ESCOLA
  • PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS: Coordenação pedagógica.
  • FREQÜÊNCIA: semestral com visitas eventuais de acordo com a demanda

Visitas periódicas às escolas das comunidades-alvo com o objetivo de acompanhar o desempenho do educando, trocar informações e conjugar esforços que gerem impacto na sua vida escolar e na qualidade do ensino na escola. São realizadas ainda oficinas, apresentações culturais e exposições, promovendo a troca de experiências entre escola e Instituição.

SETOR PSICOSSOCIAL

Acompanhamento social aos educandos, através de atendimentos individuais, mobilização, inscrição, encaminhamentos a rede de serviços de saúde e assistenciais.

AÇÕES REALIZADAS

ARTICULAÇÃO COMUNITÁRIA E COM AS REDES DE APOIO SÓCIOASSISTENCIAL

  • PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS: Assistentes Sociais, Psicólogas, Educadores e Coordenadores pedagógicos.
  • FREQUÊNCIA: a ser estabelecida de acordo com os cronogramas das reuniões das redes sociais e com os planos de atuação dos profissionais envolvidos.

Esta ação tem como objetivo divulgar o trabalho da organização, trocar experiências e contribuir para a construção coletiva de conhecimentos e para a qualificação das ações de educação e profissionalização desenvolvidas em outros espaços educativos. Estreitar a relação com os canais de acesso às instituições e aos serviços de proteção, de garantia de direitos e de tratamentos para os educandos e suas famílias.

ENCONTROS COM A FAMÍLIA

O Encontro com a Família faz parte da proposta de intervenção do setor psicossocial. Com esta proposta podem-se estabelecer vínculos sólidos com todos os responsáveis por nossos educandos.

Os temas abordados surgem a partir de inquietações vivenciadas no cotidiano do MPC em relação à convivência educandos x famílias, observada pela equipe técnica como ponto de vulnerabilidade social e emocional, sobretudo pela falta de diálogo e conhecimento das funções familiares.

COMUNIDADE EM FOCO

Seguindo o objetivo de promover o direito à cidadania, o Setor Psicossocial do MPC, formado por profissionais de Serviço Social e Psicologia, traz como objetivo o acolhimento, a prestação de orientação e acompanhamento psicossocial aos Educandos e seus Familiares. Em consonância com o seu objetivo, procura-se realizar ações educativas na Instituição contando com atividades de sensibilização e mobilização para a adoção de hábitos saudáveis.

Desta maneira, a Instituição promove o “Comunidade em Foco”, que tem como objetivo oferecer informações e orientações acerca de como ter uma vida saudável e a manutenção de hábitos de promoção e proteção da saúde. Ressalta-se, portanto, a atenção maior aos Direitos de nossas crianças e adolescentes.

PROJETO VIA SACRA

Com o objetivo de promover a fé, a solidariedade e o amor ao próximo, o Setor evangelização do MPC realiza todos os anos pelas ruas da comunidade dos Coelhos, o Projeto Via-Sacra onde educandos e educadores relembram a sofrimento de Cristo, passando da morte à ressurreição. Os adereços e acessórios são produzidos pelos próprios educandos orientados pelas educadoras de artes e evangelização. O figurino é produzido por voluntários agregados a proposta. Na semana santa o MPC sai as ruas com os educandos devidamente caracterizados como soldados e discípulos e um deles representa Jesus encenando cada estação lida pelo pároco da Matriz da Boa Vista com apoio de educadores.

GRUPO DE MÃES – Projeto Mãos de Mães

  • PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS: Equipe Psicossocial, coordenação pedagógica e as educadoras Micaella Flávia e Vanessa Maria
  • TURMAS: 10 ALUNAS (MANHÃ) E 1 TURMAS COM 10 ALUNAS (TARDE)

O Projeto traz como proposta, incentivar e preparar as mães dos alunos para o mercado informal do artesanato, visando à valorização e o aumento da autoestima. Acreditamos que esta ação poderá auxiliar as mães na educação familiar.

O artesanato capacita seu educando baseado nos quatro pilares da educação. Essas competências, serão aplicadas no decorrer do projeto. Competência pessoal (aprender a ser) Competência Social ( aprender a conviver)Competência Produtiva ( aprender a fazer)Competência cognitiva ( aprender a aprender). Para isso o jovem tem que dominar a leitura, a escrita, a expressão oral, o cálculo e a solução dos problemas. Despertar a curiosidade intelectual, o sentido crítico, a compreensão do real e a capacidade de discernir suas escolhas de futuro profissional. Construir as bases que permitirão ao individuo continuar aprendendo ao longo de toda vida. , uma oficina de Corte e Costura: vestuário e modelagem, e tem como objetivo principal criar subsídios para o fortalecimento do vínculo familiar com a instituição, além de trazer oportunidades de geração de renda e inclusão social para mulheres em situações de vulnerabilidade social, proporcionando às alunas do Projeto “Mãos de Mães” a qualificação profissional necessária para o desenvolvimento de habilidades nas atividades de corte e costura, na modelagem de peças do vestuário feminino e masculino.

Conheça também as Atividades das unidades: Recife Antigo Piedade

Doações

Regar Clarear

Redes sociais oficiais

YouTube Facebook