Blog Pró-criança

27 maio 2019 Todas as unidades

Educadora do MPC reproduz obras em placas de cerâmica para cegos

A artista plástica e educadora do Movimento Pró-Criança, Micaella Alcântara, transformou a tela “Criação – homem e mulher” do famoso pintor pernambucano Gilvan Samico e uma obra sem título de Guita Charifker em artefatos táteis.

As placas de cerâmica permitem que pessoas cegas ou com baixa visão conheçam e apreciem as obras por meio do toque, promovendo o acesso dessa parcela do público à arte.

Os trabalhos inclusivos de Micaella são as grandes novidades da exposição “O tempo do sonho” do Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (Mamam), no Recife. As peças táteis, assim como todo acervo do local, estão disponíveis à visitação até o dia 16 de junho. A entrada é gratuita.

As obras de Samico e Guita, agora acessíveis para os cegos, são resultados do projeto de extensão Arte para cego ver do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) Campus Olinda. Micaella é formada pelo IFPE e participou da iniciativa.

O processo de produção, que teve duração de três meses, foi orientado pelo técnico revisor de textos em braile do IFPE, José Carlos Amaral.

O Mamam fica na rua da Aurora, 265, na Boa Vista. O museu funciona de terça a sexta das 12h às 18h, e nos sábados e domingos das 13h às 17h. Informações pelos telefones (81) 3355.6870/6871/6872.

Icone comentário Deixe seu comentário