Blog Pró-criança

17 fevereiro 2020 Todas as unidades

MPC faz alerta contra abuso sexual e trabalho infantil no Carnaval

Na contagem regressiva para o Carnaval, o Movimento Pró-Criança coloca literalmente o bloco na rua nesta terça-feira (18), com ações no Recife e em Jaboatão dos Guararapes. Além de celebrar a diversidade cultural da folia pernambucana, meninos e meninas da ONG também chamarão a atenção para dois problemas graves que se intensificam no período momesco: a exploração sexual de menores e o trabalho infantil.

De acordo com dados do Ministério Público Federal (MPF), o Brasil registra em média 398 violações de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes por dia. Esse número coloca o país na vergonhosa segunda posição entre as nações com mais casos do tipo, perdendo apenas para a Tailândia, como mostra o panorama organizado pelo Instituto Liberta.

Essa realidade assustadora pode ser ainda pior, já que especialistas acreditam que apenas 7,5% dos episódios de abuso e exploração sexual de menores são denunciados ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, pelo Disque 100.

A partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2015, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Mapa do Trabalho Infantil também assusta. Pernambuco é o terceiro Estado do Nordeste com mais jovens de 5 a 17 anos em postos de trabalhos. São 123.299 meninos e meninas ocupados, boa parte no comércio ambulante, como guardador de carros ou guias turísticos, o que na lista TIP da OIT são classificados como piores formas de trabalho infantil.

Com foco especial nessas duas problemáticas, o Pró-Criança promoverá a sexta edição da campanha “Não desvie o olhar”. As ações de conscientização da ONG vão se concentrar na unidade que funciona na comunidade Dom Helder Camara, em Piedade.

Os educandos participarão de palestras e rodas de diálogos que vão esclarecer, de maneira simples e com linguagem objetiva, o que são a exploração e o abuso sexual infantil, e o que se configura como trabalho infantil. Os alunos também aprenderão como se prevenir e combater esses crimes caso sejam vítimas ou conheçam alguém que esteja passando por essas situações.

A ação será promovida pelo setor psicossocial do Pró-Criança e começa às 8h para os beneficiários da manhã, e às 13h30 para os jovens atendidos no turno da tarde.

Arrastão

Principal ponto da folia na capital, o Bairro do Recife será tomado pelos educandos do Pró-Criança com muito frevo e maracatu também nesta terça-feira. A concentração para o arrastão será às 14h, em frente à unidade da ONG, na rua Vigário Tenório.

Com o colorido dos adereços produzidos pelos próprios alunos, como máscaras e alegorias, durante oficinas sobre a história do Carnaval realizadas neste mês de fevereiro, o bloco do Pró-Criança vai percorrer as principais ruas e avenidas do bairro histórico acompanhados pelo Maracatu Calunga de Ouro formado pelos jovens dos cursos de percussão e dança da entidade, e com direito a boneco gigante.

Icone comentário Deixe seu comentário